RSS

Decifrando o Hino Nacional Brasileiro

O Hino Nacional Brasileiro, símbolo de exaltação à pátria, é uma canção bastante complexa. Além de possuir palavras pouco usuais, sua letra é rica em metáforas. O texto segue o estilo parnasiano, o que justifica  a presença de linguagem rebuscada e de inversões sintáticas, que dificultam a compreensão da mensagem. Assim, a priorização da beleza da forma na elaboração do hino fez com que a clareza ficasse comprometida. 
   Você, que já sabe cantar o hino nacional, conhece-o pela melodia e musicalidade ou pelo sentido que a mensagem representa? A maioria das pessoas, apesar de ter domínio da letra, desconhece seu significado. Veja a seguir o hino nacional. Observe as palavras em destaque e suas definições em parênteses. É provável que você se surpreenda com as informações que sempre proclamou, sem, de fato, estar ciente disso.

Parte I

Ouviram do Ipiranga as margens plácidas (calmas, tranquilas, serenas)

De um povo heroico o brado (grito, clamor) retumbante (que ressoa, ecoante)
E o sol da liberdade (independência), em raios fúlgidos (brilhantes, luminosos),
Brilhou no céu da Pátria nesse instante.
Parte II

Deitado eternamente em berço esplêndido (admirável, grandioso),

Ao som do mar e à luz do céu profundo,
Fulguras (cintilas, brilhas), ó Brasil,florão (ornato, enfeite) da América,
Iluminado ao sol do Novo Mundo!

Se o penhor (direito) dessa igualdade

Conseguimos conquistar com braço forte (com nossa firmeza),
Em teu seio (interior, âmago)ó liberdade,
Desafia o nosso peito (coração) a própria morte!


Do que a terra, mais garrida (vistosa),

Teus risonhos, lindos campos têm mais flores,
"Nossos bosques têm mais vida",
"Nossa vida" no teu seio "mais amores."


Ó Pátria amada,

Idolatrada (adorada, venerada, amada),
Salve! Salve!


Ó Pátria amada,

Idolatrada,
Salve! Salve!


Brasil, um sonho intenso, um raio vívido(brilhante, resplandecente)

De amor e de esperança à terra desce,
Se em teu formoso (belo) céu,risonho (repleto de promessas) e límpido (claro),
A imagem do Cruzeiro (constelação Cruzeiro do Sul) resplandece (brilha).

Brasil, de amor eterno seja símbolo

lábaro (bandeira) que ostentas(exibes) estrelado,
E diga o verde-louro (amarelo) dessa flâmula (bandeira)
- Paz no futuro e glória no passado.

Gigante pela própria natureza (desde que nasceste),

És belo, és forte, impávido (destemido) colosso (gigante)
E o teu futuro espelha (refletirá) essa grandeza.

Mas, se ergues da justiça a clava (arma)forte,

Verás que um filho teu não foge à luta,
Nem teme, quem te adora, a própria morte.


Terra adorada,

Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!


Terra, adorada,

Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!


Dos filhos deste solo és mãe gentil (generosa),

Pátria amada,
Brasil!

Dos filhos deste solo és mãe gentil,

Pátria amada,
Brasil!
Letra: Joaquim Osório Duque Estrada / Música: Francisco Manuel da Silva 

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

2 comentários:

blog castelo morais - Apodi - RN disse...

BOA MATERIA AMIGO LC LEGAL. PEÇO SE POSSIVEL DIVULGAR ESSA MATERIA SOBRE A ABRAÇO - RN QUE ENTÁ NO NOSSO BLOG

André Alexandre disse...

Nobre colega LC: Irei procurá-lo pra gente conversar, a idéia do cursinho é ótima.